Polícia Militar faz batida em Águas Lindas e acaba com festa que oferecia “rodízio open xeca”

O organizador do evento, cujo nome não foi revelado, acabou sendo levado para a delegacia após os militares encontrarem cerca de 50 gramas de maconha com ele. No Centro Integrado de Operações em Segurança (Ciops) de Águas Lindas, em depoimento, ele teria confirmado que o local funcionava como casa de prostituição e que havia contratado garotas de programa para participarem da festa. Acabou autuado por rufianismo, crime que tipifica a exploração sexual.
Reprodução
Duas mulheres também foram conduzidas à unidade para serem ouvidas. Elas contaram que foram contratadas com a promessa de receberem R$ 400 para fazer parte do grupo que faria sexo com os convidados da festa. Após prestarem depoimento, foram liberadas.
Ao fazer propaganda do negócio, o organizador informava que entre 15 e 20 mulheres seriam contratadas para atender os homens que pagassem pelos ingressos. “Uma noite inesquecível pra você se deliciar o quanto conseguir”, dizia o panfleto.
Plantão de Polícia | L: Polícia Militar faz batida em Águas Lindas e acaba com festa que oferecia “rodízio open xeca”

Comentários