Rodrigo Janot está pintado para a guerra


O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, enviou uma carta aos colegas do Ministério Público, logo após apresentar a denúncia contra o presidente Michel Temer. Na mensagem, Janot justificou a denúncia contra Temer e garantiu que ninguém está acima da lei. Ele classificou a Lava Jato como a maior investigação sobre corrupção do planeta e, em tom de despedida, afirmou que cumpriu a tarefa de servir o país, já que o procurador deixa o cargo em setembro.

Comentários