Caiado diz que interrogatório à Dilma será técnico,mas o tom pode mudar

Diz Ronaldo Caiado: "De nossa parte será um interrogatório técnico, em tom respeitoso, com perguntas que explicitem os motivos da cassação e os crimes imputados à ex-presidente Dilma. Agora, é preciso também exigir que ela respeite a liturgia do cargo"

No interior de Goiás costuma-se dizer o seguinte ditado: "o risco que corre o pau, corre o machado. Toda ação gera uma reação".




Comentários