Analista de redes aponta menor movimentação na internet para os protestos do dia 16 de agosto

De acordo com analistas das redes sociais ouvidos pelo jornal O GLOBO, a mobilização deste evento, comparado às outras marchas - de 15 de março e 12 de abril - têm uma movimentação menor, ao menos pelo Facebook, Twitter e Instagram.

Este é o resultado da pesquisa de Fábio Malini, coordenador do Laboratório de Imagem e Cibercultura (Labic), da Universidade Federal do Espírito Santo. Especialista na análise de mídias digitais, Malini estuda as manifestações no país desde 2013 e compõe um grupo que apresentará parte de suas conclusões, objeto de um livro sobre análise de redes no país, na Associação de Estudos da América Latina (LASA), em Nova York, no ano que vem.
Analista de redes aponta menor movimentação na internet para os protestos do dia 16 de agosto - Jornal O Globo


Comentários