Líder de milícia é morto em operação no Rio; ao menos 17 suspeitos morreram em 24h



Em um intervalo de apenas 24 horas, a Polícia Civil do Rio matou ao menos 17 suspeitos de integrar o Bonde do Ecko, considerada uma das maiores milícias do país, em duas operações em municípios da Baixada Fluminense. A última delas ocorreu ontem à noite, em Itaguaí (RJ), deixando 12 suspeitos mortos. Entre eles, o ex-policial militar Carlos Eduardo Benevides Gomes, conhecido como Bené, apontado como um dos líderes do grupo na lista dos criminosos mais procurados do Rio.
-------------------------

Comentários

Questão Brasil - 09/04/2019