Como caso André do Rap pode impactar mais presos e poder de ministros do STF


A soltura de André do Rap, um dos chefes do PCC, foi revertida pela maioria do plenário do Supremo Tribunal Federal. Mas por enquanto, só no papel: André Oliveira Macedo continua foragido. 
Além de crise entre os ministros Marco Aurélio Mello, que assinou a libertação, e Luiz Fux, presidente da corte que revogou a decisão, o caso deve levar a um entendimento sobre prisões preventivas, afetando outros detentos. E pode influenciar ainda a mudanças na forma como o STF atua, como explica Mariana Schreiber, repórter da BBC News Brasil em Brasília.

Comentários

Questão Brasil - 09/04/2019