Eleições nos EUA 2020: Donald Trump chama Biden de 'fraco' e diz que 'China será dona' dos EUA se rival vencer eleição

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, aceitou formalmente a candidatura a reeleição nesta quinta-feira (27), no encerramento da Convenção Nacional do Partido Republicano. O discurso de maneira oficial abriu a corrida pela Casa Branca, com as eleições americanas marcadas para novembro. 
Trump ofereceu orações às vítimas do furacão Laura, que causou estragos no estado da Louisiana nesta quinta, e disse que visitaria a região atingida nos próximos dias. O presidente e candidato também homenageou o irmão, Robert Trump, morto há quase duas semanas.



Aposta de Bolsonaro em Trump sai pela culatra diante de tarifas
Pela segunda vez em sua breve carreira política, o presidente americano Donald Trump concorrerá a uma eleição. Também pela segunda vez, ele chega à disputa como azarão: nas pesquisas nacionais está cerca de 10 pontos percentuais atrás de seu rival, o democrata Joe Biden – situação parecida com a que viveu há quatro anos, quando também surgia atrás de Hillary Clinton nas sondagens eleitorais. 
Mariana Sanches, correspondente da BBC em Washington, explica neste vídeo que a estratégia de Trump para reverter essa desvantagem passa por 4 pilares: economia, pandemia, ordem e defesa dos valores ocidentais.

Fonte:Trump chama Biden de 'fraco' e diz que 'China será dona' dos EUA se rival vencer eleição | Eleições nos EUA 2020 | G1

Comentários

Questão Brasil - 09/04/2019