A complexidade do caso Neymar



     Quando acontece um caso de repercussão absurda com uma celebridade, como essa acusação de estupro contra o jogador Neymar, todo mundo parece que ter algo a dizer sobre aquele tema específico. Seja para reforçar uma acusação ou simplesmente emitir uma opinião pessoal que venha de encontro a defender quem seria o suposto vilão da história, as pessoas não se furtam de expor suas impressões. O caso Neymar é complexo por conta de tudo aquilo que envolve a cultura do estupro, não há nada simples diante de fatos tão graves desde a citação da palavra estupro e que via de regra as pessoas criminalizam a vítima pelo ato em si praticado. Estando envolvido alguém tão famoso quanto é Neymar, logo as pessoas tomam partido de quem tem muito dinheiro, no caso ele.
Mimado Neymar sempre foi, o pai sempre fez questão de deixar claro que o filho pode tudo, as polêmicas em que ele esteve envolvido nos seus 10 anos de carreira, em quase todas ele estava errado. A imprensa brasileira costuma puxar o saco de alguém como ele, mas acredito que no meio midiático tenha muito mais gente que o odeie do que os que enalteçam sua figura e seu comportamento.
O fato do juiz da Lava Jato, Marcelo Bretas, e o presidente da República tomarem descaradamente partido do jogador leva o caso para a esfera político-partidário, uma vez que essa polarização entre direita e esquerda no país está muito latente nas rodas de discussões que vão do botequim, chegando até as time-lines das redes sociais que funcionam como tribunais de exceção, emitindo veredictos a todo instante sobre todos os tipos de assuntos. Certo é que o caso envolvendo Neymar é complexo demais para alguém sair por ai emitindo opinião a esmo, seja à favor ou contra quem quer que seja. Sendo o episódio permeado por uma acusação que envolve violência contra a mulher é preciso ter o cuidado necessário para não ser insensível ao ponto de não se ater aos fatos e atos cometidos pelas partes para entender se houve ou não um crime.

Comentários

Questão Brasil - 09/04/2019