Pressionado, Bolsonaro Recua E "Devolve" R$ 1,58 Bi Dos Recursos Para Educação

O governo federal anunciou nesta quarta (22) que vai usar parte dos recursos de reserva orçamentária para desbloquear parte dos recursos do Ministério da Educação (MEC). 
Trata-se de uma redução de 27,1% no tamanho do corte anunciado em março para os recursos do MEC - Créditos: Foto: Evaristo Sa / AFP
Após revisão orçamentária, tarefa obrigatória do governo a cada dois meses, o Executivo resolveu destinar R$ 1,587 bilhão para o MEC. Trata-se de uma redução de 27,1% no tamanho do corte anunciado em março para os recursos do MEC. 

O Ministério do Meio Ambiente, por sua vez, receberá R$ 56 milhões de volta ao orçamento.

No total, a reserva orçamentária, que somava R$ 5,372 bilhões, ficou reduzida a R$ 2,166 bilhões.

Em março, o contingenciamento determinado pelo Executivo somava R$ 29,582 milhões, representando 23% das despesas não obrigatórias para o ano de 2019. Na área social, R$ 7,5 bilhões haviam sido cortados.

Segundo o jornal Folha de S. Paulo, a ideia de usar recursos de reserva para reduzir o tamanho dos cortes teria partido do ministro da Economia Paulo Guedes, após a série de protestos em defesa da educação, que levou mais de um milhão de pessoas às ruas de pelo menos 200 cidades do país.
Pressionado, Bolsonaro Recua E "Devolve" R$ 1,58 Bi Dos Recursos Para Educação | Brasil de Fato

Comentários

Questão Brasil - 09/04/2019