Lava Jato enfim chega ao sistema financeiro | PF prende gerente de banco suspeita de desviar quase 1 bilhão de reais

A pedido do Ministério Público Federal, a 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro determinou a prisão preventiva do empresário Júlio César Pinto de Andrade e dos gerentes de banco Tânia Maria Aragão de Souza Fonseca e Robson Luiz Cunha Silva. Eles são suspeitos de participar do esquema de lavagem de dinheiro, investigado nas operações Eficiência e Câmbio, Desligo, comandado pelos doleiros Vinícius Claret e Cláudio Barbosa, operadores de Sérgio Cabral.

 As investigações revelaram que Júlio, Tânia e Robson eram peças importantes em sofisticado esquema de lavagem de dinheiro, que funcionava por meio da compensação de cheques do varejo e pagamento de boletos bancários. Segundo o Ministério Público, os três suspeitos montaram um estrutura que R$ 989,6 milhões por meio do sistema bancário. O esquema desbaratado servia para geração de reais em espécie que, posteriormente, eram vendidos a empresas que desejavam esfriar recursos.

Comentários

Questão Brasil - 09/04/2019