Jornalistas procuram culpados pela crise sem fazer um mea culpa e sem pedir desculpas aos brasileiros

     O jornalista José Neumane Pinto está correto em sua explanação sobre os malas sem alça do Centrão, mas em nenhum momento ele menciona que os políticos fisiológicos são os mesmos que aliados a grande mídia minaram o governo de Dilma Rousseff. Na época os jornalistas diziam que a presidente petista não tinha traquejo para fazer política e nem habilidade para lidar com o Congresso Nacional.
     As pecinhas são as mesmas, tanto do lado político quanto da imprensa, Míriam Leitão já disse que Jair Bolsonaro não sabe governar, mas não pediu desculpas por minar e desconstruir a imagem das gestões do PT que pavimentaram o caminho do atual presidente até o Palácio do Planalto.
     Neumane Pinto vai no mesmo sentido, mas ainda está naquela fase de negação da m... que ajudou a eleger para retroceder o país em todas as conquistas da população sob a batuta de Lula e Dilma. O jornalista do Estadão prefere elencar outros (os mesmos) culpados da derrocada anunciada do Brasil, sendo eles os mesmos que tomaram o Brasil de assalto e paralisaram o Governo de Dilma Rousseff em seus piores dias.
     Talvez com receio de admitir os próprios erros, tanto Mírian quanto Neumane ainda estão procurando justificativas e culpados para a tragédia brasileira sob a batuta de Jair Messias Bolsonaro. Cobram que o PT deveria fazer uma auto-crítica pelos acontecimentos durante seus governos, mas não olham para o próprio rabo neste momento em que a população só percebe retrocessos em todas as áreas.
     E o mais surreal disso tudo é que mesmo não admitindo os equívocos cometidos, esses jornalistas e os veículos de comunicação para os quais eles trabalham são esculachados todos os dias pelos integrantes do clã que procuram aos poucos minar a credibilidade deles junto ao povo. O ódio ao PT parece ser maior do que a sensatez de quem tem o dever de manter o cidadão informado acerca de tudo o que acontece em relação ao seu destino, abraçar Bolsonaro e soltar a mão dos brasileiros é a pior decisão que poderiam tomar os jornalistas que tenho na melhor conta e reputo de credibilidade na imprensa nacional.  


"O DEM, partido que nunca venceu eleição majoritária federal na História e sempre se aliou a quem tinha votos para ajudar a governar, agora tenta de todas as maneiras, em aliança com o Centrão e sob a égide de Maia e Alcalumbre, inventar forma de anular a vitória espetacular de Bolsonaro na última eleição presidencial sobre o próprio partido e todas as legendas às quais serviu. O irônico é que foi o chefe da Casa Civil quem ajudou a por os dois responsáveis pelo poder que Maia, Alcolumbre e Valdemar usam para impedir que o presidente governe".

Comentários

Questão Brasil - 09/04/2019