Daniela Mercury: a votação traduz muito mais o que é o Brasil em 2019

A cantora Daniela Mercury foi uma das vozes da comunidade LGBTI para pleitear a aprovação da criminalização da homofobia e da transfobia junto ao Supremo Tribunal Federal (STF), nesta quinta-feira (24). A artista foi recebida nas vésperas pelo presidente da Corte, ministro Dias Toffoli, junto com sua companheira Malu Verçosa, e depois acompanhou a discussão no plenário.
Esq.: Tomaz Silva - ABR
De acordo com a artista, a criminalização da homofobia é uma "pedra fundamental na mudança de atitude de todas essas pessoas, não só da sociedade, mas de nossos líderes". "Para pensarem como estão se posicionando, o que devem fazer daqui para diante. Hoje a votação traduz muito mais o que é o Brasil de 2019 do que as posturas do presidente em suas declarações anteriores. Isso traduz muito mais o que é o Brasil de hoje", afirmou ela ao jornal O Globo.

"É um momento de comemorar. Tem muito mais coisa positiva no Brasil e a gente vai seguindo. Da mesma forma como estamos afirmando que não aceitamos a homofobia, temos que lutar pelo meio ambiente, pela reservas indígenas, contra os agrotóxicos, contra o desmatamento, pela preservação da Amazônia, pelas universidades públicas e a educação pública brasileira. A cada momento somos chamados a nosso dever civil de nos mobilizar", acrescentou.
Daniela Mercury: a votação traduz muito mais o que é o Brasil em 2019 | Brasil 247

Comentários

Questão Brasil - 09/04/2019