Como fez na época da campanha Bolsonaro convoca, mas não irá às manifestações do dia 26

O presidente Jair Bolsonaro afirmou a aliados, nesta terça-feira, 21, que não vai participar das manifestações convocadas para o próximo domingo, 26, em apoio ao seu mandato. O presidente falou sobre o assunto com ministros durante a reunião do Conselho de Governo, no Palácio da Alvorada, pela manhã. Pessoas próximas afirmam que o objetivo é demonstrar “respeito pelo cargo e por suas responsabilidades”.

A declaração ocorre em meio a discursos erráticos do presidente em relação ao Congresso. Um núcleo de fiéis apoiadores tem usado as redes sociais para pedir adesão popular aos atos pró-governo, mas a pauta gera divergências.
Resultado de imagem para manifestação do dia 26
EXPECTATIVA – Há atos previstos em pelo menos 60 cidades, em todas as capitais e no Distrito Federal. Ainda que o objetivo central seja o apoio às pautas do Planalto como a Previdência, o pacote anticrime do ministro Sérgio Moro e a Medida Provisória 870 – que reorganiza a estrutura do governo e está sob ameaça -, alguns grupos defendem do enfrentamento ao Centrão à criação da CPI da Lava Toga, além do impeachment de ministros do Supremo como Alexandre de Moraes, Dias Toffoli e Gilmar Mendes.

Levantamento do Estado nas redes dos 54 deputados do PSL identificou que pelo menos 19 fizeram convocações. Outros parlamentares destacaram nas redes a importância das pautas do governo no Congresso, mas não falaram explicitamente sobre os atos. 

Dos quatro parlamentares do PSL no Senado, dois se manifestaram – Major Olímpio (SP) e Soraya Thronicke (MS). Flávio Bolsonaro (RJ) e Juíza Selma Arruda (MT) não fizeram publicações sobre o ato.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG – Eternamente conduzido pelo filhos, Bolsonaro comprou essa ideia, achando que seus eleitores irão às ruas para apoiar atos que nem sempre são apoiáveis, como reformar a Previdência e manter os dados sob sigilo, somente os revelando à Comissão Especial, como se isso fosse possível e cabível. Esse tipo de manifestação a favor jamais deu certo. Collor tentou e quebrou a cara; Dilma e Lula fizeram o mesmo; para evitar o impeachment, também se deram mal. Como se considera “enviado de Deus”, Bolsonaro talvez consiga, com ajuda extraterrena. Vamos aguardar. (C.N.)
Julia Lindner/ Estadão


TRIBUNA DA INTERNET | Bolsonaro não irá às manifestações do dia 26, a serem realizadas em 60 cidadesdas

Comentários

Questão Brasil - 09/04/2019