Após prisão de ex-jogador, CBF troca empresa que vende ingressos para amistoso entre Brasil e Catar em Brasília

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) informou nesta terça-feira (28) que trocou a empresa responsável pelos ingressos para o amistoso entre Brasil e Catar, marcado para o dia 5 de junho, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília.
Resultado de imagem para roni ex jogador
Segundo a entidade, a troca foi uma medida preventiva de proteção à própria CBF e ao torcedor, diante das investigações abertas pelas autoridades sobre o envolvimento de uma outra empresa, do mesmo grupo econômico, em suposta irregularidade na venda de bilhetes para outras partidas de futebol realizadas no mesmo estádio.

As vendas foram retomadas hoje (28) no site www.fanpass.com.br. A CBF orienta o clientes que efetivaram a compra por meio do site www.meubilhete.com a entrar em contato com a nova empresa responsável pela comercialização dos ingressos, a fim de substituir seu voucher (e-ticket).

O atendimento aos torcedores está disponível de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h, pelo telefone 0800-878-3266, pelo e-mail atendimento@fanpass.com.br ou pelo WhatsApp (21) 96575-1021.

No último sábado (25), o ex-atleta Roni, sócio da empresa que era responsável pela venda dos ingressos de Brasil e Catar. foi preso em um dos camarotes do Estádio Mané Garrincha, no jogo Botafogo e Palmeiras, válido pela 6ª rodada do Brasileirão 2019. O empresário foi alvo da Operação Episkiros, da Polícia Civil do Distrito Federal (DF), que investiga sonegação fiscal e outros crimes relativos a jogos, bilheterias e venda de ingressos no ramo esportivo (futebol). O ex-jogador é dono da companhia "Roni7", que agencia mandos de campo de partidas principalmente do Campeonato Brasileiro, para que ocorram em outras praças do país. O presidente da Federação de Futebol do DF, Daniel Vasconcelos, também foi detido. 

Na noite de domingo (26), Roni foi solto. Por meio de nota, o ex-jogador afirma que vê com tranquilidade as notícias sobre a investigação e que vai provar sua inocência.
CBF troca empresa que vende ingressos para amistoso entre Brasil e Catar em Brasília

Comentários

Questão Brasil - 09/04/2019