Uma classificação heroica pelas circunstâncias que envolviam a partida. A camisa fez a diferença



Sim, o Manchester United poderia ser considerado a zebra da rodada pela vantagem obtida pelo PSG na Inglaterra, pelos desfalques que tinha e por ainda estar sob o comando de um treinador que sequer foi efetivado como técnico oficial. Mas como bem colocou o narrador do Esporte Interativo, a tradição aliada ao peso da camisa ainda é um diferencial no futebol mundial, não anda acontecendo com muita frequência pelo mundo, mas de quando em vez é possível auferir o quanto a história de uma agremiação pode fazer a diferença dentro das quatro linhas.
Quando a TV focalizou Sir Alex Fergunson entre os torcedores do United, deu para perceber o tamanho da confiança que tinha o elenco dos Red Devils, elenco este que precisou utilizar na partida alguns garotos oriundos da base do clube, afinal de contas eram só 9 desfalques para a partida de hoje frente a uma equipe multimilionária que detinha uma vantagem de 2 gols, mas não tinha uma camisa tão tradicional quando a dos súditos da Rainha.
Uma classificação heroica pelas circunstâncias que envolviam a partida

Comentários

Questão Brasil - 09/04/2019