Agronegócio do Brasil: Balança comercial de Goiás de fevereiro registra superávit

Soja permanece no topo do ranking dos produtos exportados
Goiás tem superávit no saldo da balança comercial do mês de fevereiro, atingindo US$ 87,3 milhões. As exportações tiveram um crescimento de 4,48% em relação ao mesmo período em 2018, e as importações apresentaram um aumento de 13,63% se comparadas com fevereiro do ano passado. Os dados foram divulgados pela superintendência de Comércio Exterior da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Inovação (Sedi).

O superintendente de Comércio Exterior, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Inovação (Sedi), Edival Lourenço Júnior, ressalta que o resultado das importações demonstra a recuperação da economia, que aumenta o consumo e aquece a produção. “Observamos que tivemos um o crescimento na compra de produtos voltados para o agronegócio, para a indústria farmacêutica e para a automobilística. Decorrências do aquecimento dos respectivos setores”, explica.

As importações de adubos (fertilizantes) ficaram em segundo lugar no ranking dos produtos importados. Totalizaram US$ 95 milhões em compras, com um crescimento de 112,47% se comparado a fevereiro de 2018, representando 28,43% do total das importações.

Os produtos farmacêuticos mais uma vez aparecem em primeiro lugar no ranking, com crescimento de 1,39%, se comparado a fevereiro de 2018, somando US$ 106,8 milhões, com participação de 31,95% do volume total das importações. Em terceiro lugar nas importações estão veículos automóveis terrestres, suas partes e acessórios com participação de 9,75%.

Em fevereiro foram importados 1248 produtos diferentes de 68 países. Os principais países de origem dos produtos importados são Alemanha (16,03%), Estados Unidos (14,38%), China (11,50%), Japão (6,23%), Suíça (5,62%), Canadá (4,67%), Tailândia (4,06%), Rússia (2,84%), Emirados Árabes (2,70%) e Egito (2,63%).

Exportações

As exportações alcançaram cifras de US$ 421,7 milhões, com 282 diferentes produtos vendidos para 116 países. O complexo de soja continua a aparecer no topo do ranking dos produtos exportados, com valor de US$ 108,3 milhões, com 25,68% de participação do total exportado por Goiás.

A exportação de carnes ocupou o segundo lugar no ranking, com acréscimo de 26,43% em relação a fevereiro de 2018, crescimento puxado pelo aumento das exportações das carnes bovinas e aves, com 27,96% e 39,32%.

Ressalta-se o crescimento da participação do setor mineral que mostrou sua força. A exportação de ouro ficou em terceiro lugar no ranking, com crescimento de 81,68% se comparado a fevereiro de 2018. Ao todo foram comercializados US$ 41,7 milhões, com participação de 9,90% no total exportado. O sulfeto de cobre também foi destaque ocupando o quarto lugar no ranking, totalizando US$ 35,5 milhões.

Goiás, em fevereiro, exportou 282 diferentes produtos para 116 países. A China ocupa o primeiro lugar dos países destinos das exportações, adquirindo 30,93% dos produtos vendidos. Entre os principais produtos exportados para a China estão: complexo soja; carnes bovinas; ferroligas; carnes de aves; couros e derivados; algodão; minério de manganês e seus concentrados; glicerol e peixes vivos.

A Itália apareceu em segundo lugar no ranking de países de destino, com participação de 7,94% no total das exportações, comprando outro, couros e derivados, carnes bovinas, partes elétricas de outras máquinas e aparelhos, entre outros. Os Países Baixos (Holanda) adquiriram 4,92% e a Espanha com participação de 4,81% do total dos produtos exportados por Goiás.
Agronegócio do Brasil: Balança comercial de Goiás de fevereiro registra superávit

Comentários

Questão Brasil - 09/04/2019