A verdade dos fatos | Governador reforça o combate à corrupção nos órgãos estaduais

Caiado participou da reunião técnica do Compliance Público
“A máquina do Estado não pode ser distorcida, e por isso vocês terão ampla liberdade para levantar todas as possibilidades de desvios nos órgãos dessa administração. Sejam intransigentes em seu trabalho para garantir que os recursos públicos de nosso Estado atendam verdadeiramente os goianos”.

Essa foi a principal mensagem do governador Ronaldo Caiado aos gestores de Finanças e Controle da Controladoria-Geral do Estado (CGE) durante a primeira reunião do grupo de trabalho que fará a implantação da gestão de riscos do Programa de Compliance Público nos órgãos e entidades do Poder Executivo, realizada nesta sexta-feira, dia 15,  no Palácio Pedro Ludovico Teixeira, em Goiânia.

Após convite do controlador-geral, Henrique Ziller, o governador parou a agenda para participar da reunião e fez questão de reforçar o apoio aos técnicos da CGE que ao longo dos próximos quatro meses realizarão as atividades de consultoria, orientação e apoio na implantação da gestão de riscos em 17 secretarias e autarquias, responsáveis pela movimentação de 90% dos recursos financeiros do Estado. Caiado afirmou que esse trabalho de prevenção à corrupção na máquina pública por meio do compliance é um dos principais programas de seu governo e estará presente em todos os órgãos.

A implantação da gestão de riscos será realizada em duas etapas. Inicialmente, o grupo de trabalho da CGE, composto de 26 técnicos, terá 120 dias a partir de 15 de março para consolidar o modelo nos 17 primeiros órgãos e, depois, até 30 de novembro nos demais 15 órgãos do Executivo estadual.

 As primeiras secretarias e autarquias a implantar a gestão de riscos serão a Controladoria-Geral do Estado; Procuradoria-Geral do Estado; Secretaria da Administração; Secretaria da Economia; Secretaria da Educação; Secretaria da Segurança Pública; Polícia Militar; Polícia Civil; Corpo de Bombeiros Militar; Secretaria da Saúde; Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento; Secretaria de Desenvolvimento Social; Secretaria de Indústria, Comércio e Serviços; Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes; Departamento Estadual de Trânsito; Goiás Previdência; Instituto de Assistência dos Servidores Públicos do Estado de Goiás; Universidade Estadual de Goiás e Saneamento de Goiás S/A.

A gestão de riscos nos órgãos terá como produtos em cada instituição o estabelecimento da política de gestão de riscos; constituição da estrutura do Comitê Setorial de Compliance Público; elaboração da matriz de riscos; elaboração do plano de ação de controle para tratamento de riscos; elaboração do plano de comunicação de riscos e o estabelecimento dos relatórios de gerenciamento de riscos e de atividades do responsável pelo gerenciamento de riscos. Após a finalização desse trabalho, caberá ao órgão administrar a continuidade do programa e garantir o combate à corrupção e aos desvios de conduta.
Segurança Públlica - A verdade dos fatos | Questão Brasil | L: Governador reforça o combate à corrupção nos órgãos estaduais

Comentários

Questão Brasil - 09/04/2019