São Paulo Futebol Clube: Petição “Fora Leco” já possui milhares de assinaturas

Algumas centenas de torcedores do São Paulo estão se mobilizando na internet para exigir a renúncia do presidente do clube, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco. Por meio de uma petição, criada na quinta-feira, depois da eliminação para o Talleres, na Pré-Libertadores, mas de três mil tricolores assinaram cobrando a saída do dirigente.

O texto da petição faz uma série de críticas ao dirigente e tenta justificar o pedido de impeachment, como neste trecho: “Nunca, desde 1930, o São Paulo foi tão achincalhado nos gramados. Em todas as competições que disputou, vergonha. O uniforme sagrado vermelho, branco e preto, no peito e nas costas, foi espezinhado. Nunca a camisa valeu tão pouco, diante de patrocinadores. A dívida continua altíssima. Transações de atletas, sem nenhum sentido técnico e com valores caríssimos, são cotidianas”.

Até um detalhe básico foi notado e se transformou em motivo de revolta. “As bandeiras no escanteio com a ordem das cores do clube erradas”, dizia o texto, assinado por Victor C., responsável por criar o abaixo-assinado virtual. 

Leco assumiu a presidência do São Paulo em outubro de 2015, para a reta final do mandato de Carlos Miguel Aidar, que havia renunciado para fugir de um processo de impeachment. Em abril de 2017, ele venceu José Eduardo Mesquita Pimenta e garantiu o direito de ficar até dezembro de 2020, com direito a um salário de quase R$ 30 mil mensais. 

Na Era Leco, o Tricolor não ganhou qualquer título. Em compensação, já teve oito dirigentes comandando o futebol e dez técnicos, já incluindo Cuca, contratado depois da eliminação para o Talleres.

Comentários

Questão Brasil - 09/04/2019