Haddad ironiza clã Bolsonaro: tudo leva a crer que abandonará o sobrenome

Sobre a notícia de que os filhos do presidente Jair Bolsonaro estão articulando para migrar do PSL, partido em crise e sob suspeita de desviar verba pública por meio de candidaturas "laranjas" nas eleições de 2018, o ex-prefeito Fernando Haddad ironizou dizendo que "tudo leva a crer que a família, em seguida, abandonará o próprio sobrenome e adotará outro, ainda desconhecido. Queiroz?".
Segundo três fontes ouvidas pelo jornal Estado de S.Paulo sob anonimato, "o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) se reuniu na semana passada em Brasília com dirigentes da sigla para tratar do assunto. Ele tem urgência em levar adiante o projeto. Eleito com 1,8 milhão de votos, Eduardo teria o apoio de seu irmão, o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ). Com esse movimento, a família Bolsonaro buscaria preservar seu capital eleitoral diante do desgaste do partido", afirma o jornal.

Comentários

Questão Brasil - 09/04/2019