Empossados os 41 novos deputados na tarde desta sexta-feira, 1°, no Plenário da Assembleia Legislativa

TODOS OS 41 DEPUTADOS ELEITOS NO ÚLTIMO PLEITO TOMARAM POSSE NO INÍCIO DA TARDE DESTA SEXTA-FEIRA NO PLENÁRIO GETULINO ARTIAGA DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA. A SOLENIDADE DE INSTALAÇÃO DA 19ª LEGISLATURA FOI PRESIDIDA PELO DEPUTADO HENRIQUE CÉSAR, O MAIS VOTADO, ELEITO COM 46 MIL 545 VOTOS. A MESA DOS TRABALHOS CONTOU COM AS PRESENÇAS DO GOVERNADOR RONALDO CAIADO, O VICE-GOVERNADOR LINCOLN TEJOTA, O PREFEITO DE GOIÂNIA, ÍRIS REZENDE, ALÉM DOS REPRESENTANTES DE OUTROS PODERES E ENTIDADES CIVIS E MILITARES. CADA UM DOS DEPUTADOS FEZ O JURAMENTO E ASSINOU O TERMO DE POSSE. O LÍDER DO GOVERNO, DEPUTADO BRUNO PEIXOTO, DISCURSOU EM NOME DOS DEPUTADOS EMPOSSADOS.

Presidente em exercício dos trabalhos desta tarde, deputado Henrique César (PSC), abriu, há pouco, a sessão solene de instalação da 19ª Legislatura da Assembleia Legislativa do Estado de Goiás. A solenidade está sendo realizada para a posse dos 41 parlamentares estaduais e, posteriormente, uma nova sessão será aberta para a eleição da Mesa Diretora da Casa. 

A Mesa é composta também pelo governador Ronaldo Caiado (DEM), acompanhado da primeira-dama, Maria das Graças de Carvalho Caiado; o vice-governador e ex-deputado estadual Lincoln Tejota (PSD) e a mãe, a ex-deputada estadual Betinha Tejota; o vice-presidente do Tribunal de Contas do Estado, Nicomedes Domingos Borges; o ex-governador de Goiás Maguito Vilela (MDB); o presidente do Tribunal de Contas do Estado, Celmar Rech; o presidente do Tribunal de Contas dos Municípios, Joaquim de Castro; o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Goiás, Sandro Mabel; o presidente da seccional goiana da Ordem dos Advogados do Brasil, Lúcio Flávio de Paiva; o presidente da União dos Vereadores de Goiás, vereador por Ipameri Ricardo de Oliveira Carneiro.

Também fazem parte da Mesa as seguintes autoridades: prefeito de Goiânia, Iris Rezende Machado; comandante da Base Aérea de Anápolis, coronel aviador Antonio Marcos Godoy Soares Mioni Rodrigues; presidente da Câmara Municipal de Goiânia, vereador Romário Policarpo; representante da arquidiocese de Goiânia, Éverson de Faria Mello; reitor da Universidade Federal de Goiás, Edward Madureira; representante do Comando de Operações Especiais da PM de Goiás, coronel Júlio César Tolêdo Sousa de Almeida; procurador-geral de Justiça, Benedito Torres Neto; defensor público-geral Domilson Rabelo da Silva Júnior; diretor-geral da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais, Germano Stevens; e os deputados Humberto Aidar (MDB) e Henrique Arantes (PTB), ocupando respectivamente a primeira e a segunda secretarias.

Composição das bancadas

Ao todo, 18 partidos terão representantes na Alego. A maior bancada é a do PSDB, com seis representantes. Já o DEM elegeu quatro deputados. MDB e PROS possuem três parlamentares cada. Oito partidos conseguiram duas vagas, cada, são: PT, PRP, DC, PSD, PSL, PRTB, PRB e SD. Outros nove partidos conquistaram uma cadeira: PSC, PDT, PTB, PPS, PSB, PTC, PP, PV e Patriota.

Foram reeleitos para a 19ª Legislatura os seguintes parlamentares: Dr. Antonio, Iso Moreira, Álvaro Guimarães, Major Araújo, Charles Bento, Cláudio Meirelles, Karlos Cabral, Paulo Cezar Martins, Bruno Peixoto, Humberto Aidar, Jeferson Rodrigues, Delegada Adriana Accorsi, Diego Sorgatto, Helio de Sousa, Talles Barreto, Lêda Borges, Gustavo Sebba, Lucas Calil, Henrique Arantes, Lissauer Vieira e Virmondes Cruvinel; um total de 21 parlamentares.

Os 20 deputados estreantes são: Chico KGL, Rubens Marques, Cairo Salim, Vinicius Cirqueira, Amauri Ribeiro, Rafael Gouveia, Zé Carapô, Humberto Teófilo, Paulo Trabalho, Júlio Pina, Henrique Cesar, Alysson Lima, Coronel Adailton, Antônio Gomide, Tião Caroço, Wilde Cambão, Amilton Filho, Thiago Albernaz, Delegado Eduardo Prado e Wagner Neto.

Eleição da Mesa

Encerrada a solenidade de posse, será aberta a sessão para eleição da nova Mesa Diretora. São sete cargos: presidente; 1º e 2º vice-presidentes, e 1º, 2º, 3º e 4º secretários. O quórum de abertura exige maioria absoluta dos parlamentares para que seja realizada a votação nominal nos candidatos de cada um dos cargos da Mesa Diretora.

O registro das candidaturas ou chapas é feito no início da sessão. Assim que os interessados se registrarem, inicia-se a votação por chamada nominal de cada deputado, que diz em voz alta os nomes e os cargos de seus candidatos. Encerrada a eleição, o novo presidente da Mesa Diretora, eleito para o primeiro biênio (2019-2020), assumirá imediatamente a Presidência e empossará os demais membros da Mesa e seus substitutos.

Comentários

Questão Brasil - 09/04/2019