Bebianno diz estar envergonhado: Bolsonaro é uma "pessoa louca"

Essa frase de Gustavo Bebianno vai ser o principal assunto de hoje.
A imagem pode conter: 1 pessoa, terno
“Perdi a confiança no Jair. Tenho vergonha de ter acreditado nele. É uma pessoa louca, um perigo para o Brasil.”

Minha pergunta: será que se Bebianno continuasse no governo, ele teria vergonha de ter acreditado em Bolsonaro.

Ainda assim o consideraria uma “pessoa louca”?

Ou ele já achava tudo isso – mas era cômodo estar no poder.

Tirando esses questionamentos, a frase de Bebianno apenas reflete o temor cada vez mais forte nas elites do país de que o presidente não sabe lidar com crises.

Toda a sua vez foi o de produtor de ataques levianos e produtor de crises.

Ele foi contra a reforma da previdência, as privatizações, apoiou causas corporativas.

Medidas essenciais para sanar as finanças públicas.

Bolsonaro nunca foi um negociador: apoiou a tortura, a ditadura, propôs matar adversários políticos.

Sempre defendeu as milícias.

O que se vê agora é simples: é Bolsonaro e sua família que estão fabricando crises.

Exemplo: tivesse um pouquinho de habilidade para negociar, apenas um pouquinho, Bebianno estaria ao seu lado até o fim do mandato.

Comentários

Questão Brasil - 09/04/2019