Bebianno: 'Deixei de estar com meu pai na morte dele para estar com o Jair'

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sorrindoGustavo Bebianno fez um desabafo, em tom de cobrança a Jair Bolsonaro, ontem, em conversas com um interlocutor comum dele e do presidente, sobre uma das razões que ele diz mais o ter magoado em sua fritura e iminente demissão do governo. Bebianno relatou ter escolhido trabalhar pelo capitão quando seu pai estava morrendo, durante a pré-campanha. 
As informações são de Guilherme Amado, na Época. 

“Meu pai disse que era para eu trabalhar pelo Brasil, fazer o bem. Eu deixei de estar com meu pai na morte dele para estar com o Jair”, relatou Bebianno, em tom de cobrança, a um interlocutor em comum dele e do presidente. 

A pessoa interpretou a fala como uma cobrança.

Comentários

Questão Brasil - 09/04/2019