Após elevação de temperatura, Bolsonaro passa a tomar antibiótico e alta é adiada, diz porta-voz

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) teve elevação na temperatura na noite deste domingo (3), passou a tomar antibiótico e a alta prevista para quarta-feira (6) foi adiada, segundo o porta-voz Otávio Rêgo Barros informou no final da tarde desta segunda-feira (4).



Bolsonaro em reunião por vídeoconferência direto do hospital com o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, General Heleno — Foto: Divulgação/Presidência da República
O presidente passou por uma cirurgia para a retirada de uma bolsa de colostomia e a ligação entre o intestino delgado e parte do intestino grosso na segunda-feira (28).



Bolsonaro coloca dreno e segue com sonda nasogástrica, diz boletim médico — Foto: Reprodução
De acordo com o boletim médico do Hospital Albert Einstein , na Zona Sul de São Paulo, Bolsonaro está internado na unidade de cuidados semi-intensivos e "apresentou, ontem [domingo (3)] à noite, elevação da temperatura (37,3 °C) e alteração de alguns exames laboratoriais."




Comentários

Questão Brasil - 09/04/2019