Quase empossado Senador Flávio Bolsonaro pode levar caso COAF ao STF por conta do Foro Privilegiado

Resultado de imagem para Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) no caso de seu ex-assessor Fabrício QueirozEstá marcado para esta 5ª feira (10) o depoimento do senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) no caso de seu ex-assessor Fabrício Queiroz, citado em 1 relatório do Coaf por movimentação atípica, de R$ 1,2 milhão, na conta bancária, de janeiro de 2016 a janeiro de 2017. Em uma das transações, 1 cheque de R$ 24.000 foi destinado à primeira-dama, Michelle Bolsonaro.
Filho mais velho do presidente Jair Bolsonaro, o deputado estadual não respondeu até o momento ao MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) sobre o convite feito. Flávio não é investigado.

Comentários

Questão Brasil - 09/04/2019