Paulo Guedes cobra responsabilidade do Congresso na reforma da Previdência mas sinaliza com plano B

Ele também defendeu uma revisão na distribuição dos recursos entre estados, municípios e União.
“Nós vamos da direção da liberal democracia. Nós vamos descentralizar os recursos para estados e municípios”, afirmou. 
Guedes disse que a classe política precisa reassumir o controle do Orçamento. Segundo o jornal Folha de S. Paulo, a equipe de Guedes já tem pronta uma medida provisória (MP) que revê regras da Previdência. 
A medida fará ajustes nas regras e a expectativa é de que gere uma economia de R$ 50 bilhões em dez anos. De acordo com a reportagem do jornal, serão feitos ajustes como a imposição de regras mais rigorosas para liberar benefícios da Previdência rural e novas normas para reaver recursos liberados por decisões judiciais e que mais tarde são cancelados no julgamento final da causa. 
Com a MP, Guedes garante que as mudanças passem a valer assim que a medida for divulgada no Diário Oficial da União (DOU) por pelo menos 120 dias, prazo final para que o texto seja aprovado ou rejeitado pelo Congresso.

Comentários

Questão Brasil - 09/04/2019