Para evitar derramamento de sangue China, Rússia e União Europeia Pedem Diálogo Na Venezuela

Assim como Rússia e Europa, também a China pediu diálogo e repudiou o que considerou ser "ingerência em assuntos internos da nação sul-americana, por parte dos Estados Unidos". A porta voz do Ministério de Assuntos Exteriores da China, Hua Chunying, em uma entrevista coletiva, indicou que a China defende independência da Venezuela. "Nos opomos à ingerência estrangeira nos assuntos internos da Venezuela e esperamos que a comunidade internacional também siga esse princípio".

A representante da China defendeu o respeito mútuo entre EUA e Venezuela. "Esperamos que a Venezuela e os Estados Unidos possam se respeitar e tratar um ao outro com igualdade, lidando com relações baseadas na não-interferência nos assuntos internos de cada um", sustentou Chunying.

China, Rússia E União Europeia Pedem Diálogo Na Venezuela | Brasil de Fato

Comentários