Pesquisar este blog

Arquivo do blog

0
assinantes
fãs
seguidores
artigos
comentários

Informe seu email para receber novos artigos

sábado, 24 de novembro de 2018

A IMPORTÂNCIA DA ATIVIDADE FÍSICA, SOBRETUDO PARA QUEM TEM DIABETES

O diabetes mellitus é um grupo heterogêneo de distúrbios metabólicos resultante de defeitos na secreção e/ou ação do hormônio insulin. Há diversos tipos de diabetes (I, II, insipidus, gestacional, MODY, entre outros) e a doença se tornou uma epidemia generalizada, principalmente por conta do aumento na prevalência e incidência (90% a 95% dos casos) de diabetes tipo 2 ou insulino nãodependente. 
Esse problema geralmente é acompanhado por resistência insulínica (levando a hiperglicemia), obesidade, dislipdemia e hipertensão arterial. Caso a doença não seja tratada de forma adequada, a hiperglicemia crônica pode levar a consequências negativas e deletérias à saúde, como retinopatia (com potencial perda da visão), nefropatia (levando à falha renal), neuropatia periférica (risco de úlceras nos pés e amputações), podendo levar o indivíduo à morte. 
Neste sentido, os profissionais da saúde necessitam estar atentos a esta população para auxílio no tratamento da doença, sendo o educador físico e o nutricionista essenciais ao tratamento da pessoa com diabetes tipo 2 (DM2).
Como identificar Caso você nunca tenha feito algum teste para diagnóstico do DM2, é importante ficar atento a alguns fatores de risco da doença: 
  • Idade acima de 45 anos; 
  • Histórico familiar de diabetes; 
  • Obesidade, sobrepeso ou excesso de gordura abdominal; 
  • Doença cardiovascular; 
  • Dislipdemia; 
  • Gestante; 

O diagnótico da DM pode ser feito por meio de testes glicêmicos (em jejum e/ou após duas horas de sobrecarga de 75 g de glicose oral), assim como exames de sangue (teste de hemoglobina glicada – HbA1C), testes de resistência insulínica (HOMA, Teste de Tolerância à Insulina ou TTI), dentre outros, sendo que cada teste possui uma sensibilidade específica e o médico lhe encaminhará para a realização de um ou mais destes testes de forma adequada. 
Um dos grandes benefícios do exercício físico para o DM2 é que durante a contração muscular a glicose é captada pelo músculo por via celular independentemente da presença ou ação da insulina. Em outras palavras, conforme o exercício é realizado, a glicose sanguínea contribui para geração de energia na musculatura, permanecendo alta sua a captação por horas após a atividade física, o que antes (repouso e pós alimentação) não era possível. Isso resulta em diminuição do quadro hiperglicêmico e, quando associado a uma dieta adequada e hipoglicemiantes orais controlados, forma um tratamento efetivo para o DM2. 

Google+ Followers - Seguidores

Assuntos de Goiás

QB

QB

Compartilhe com o mundo

videos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nalytic