Denúncia por corrupção contra Marconi Perillo é enviada para a primeira instância da Justiça Federal em Goiás

O vice-presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Humberto Martins, decidiu nesta quinta-feira (19) encaminhar à primeira instância da Justiça Federal de Goiás uma denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF) contra o ex-governador Marconi Perillo (PSDB) por corrupção passiva.

Perillo deixou o comando do Executivo goiano para disputar as próximas eleições – provavelmente concorrerá ao cargo de senador. Dessa forma, ele também perdeu a prerrogativa do foro privilegiado no STJ.

O tucano é acusado de corrupção passiva, por ter parte de uma dívida de campanha eleitoral, no valor de 90.000 reais, paga em troca de um aditivo em um contrato do estado com a empreiteira Delta Engenharia.

Comentários

Questão Brasil - 09/04/2019