Quem deve, teme sempre! Aécio fala pela primeira vez após os afastamentos



Senador mineiro poderia poderia ter se tornado a maior liderança do Brasil, a grandeza com que saiu do pleito de 2014 nos leva a acreditar nisso, mas inconformado com a derrota meteu os pés pelas mãos e pôs tudo a perder. Em quatro anos aquele que poderia ter sido um líder global viu ruir seu capital político ao ponto de ter seu futuro completamente incerto na política nacional. 

Ele precisa buscar a reeleição ou no mínimo uma vaga na Câmara Federal para manter o foro privilegiado, o Senador tem potencial para se tornar réu do mesmo tamanho ou até maior do que é hoje o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral. O desespero anda disfarçado pelos lados de Minas, mas é inegável que ele existe, afinal de contas Aécio Neves é suspeito de tudo e sempre teve a proteção do judiciário, sem mandato essa proteção vai pro saco e a cadeia parece algo inevitável se algo for comprovado contra ele.