Situação piora muito para Aécio Neves, agora com a prisão de Rodrigo Rocha Loures


O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, apresentou nesta sexta-feira (2) denúncia ao STF (Supremo Tribunal Federal) contra o senador afastado Aécio Neves (PSDB) pelos crimes de corrupção e obstrução da Justiça. 

Na denúncia, a PGR acusa Aécio Neves de solicitar R$ 2 milhões ao empresário Joesley Batista, um dos delatores da JBS. 

 A irmã do parlamentar, Andrea Neves, o primo de Aécio, Frederico Pacheco, e Mendherson, ex-assessor do senador Zezé Perrela (PMDB-MG), também foram denunciados. Todos foram citados na delação premiada da JBS. 

De acordo com o procurador, o recebimento do valor teria sido intermediado por Frederico e Mendherson, que teria entregue parte dos recursos em uma empresa ligada ao filho de Perrella. A denúncia está baseada em gravações feitas pela Polícia Federal, durante uma ação controlada.

Mais Lidas

Após shows pelos EUA, Wesley Safadão confirma turnê na Europa em 2017 – @Reinaldo_Cruz – TV R – Questão Brasil

Julgamento sobre habeas corpus ao ex-presidente Lula é adiado após Gilmar Mendes pede vista