Ação gera reação: França revida atos do Estado Islâmico na Síria

Abalada pelos ataques terroristas, a França não planejou os ataques ao Estado Islâmico e muito menos esperou pelo auxilio dos Americanos e Russos para coordenar os ataques na Síria.

Dias depois de sofrer um ataque terrorista, a França bombardeou o reduto do Estado Islâmico neste domingo (15).

Caças franceses lançaram 20 bombas sobre a região de Raqqa, um dos pontos de maior concentração dos extremistas na Síria.

Comentários

Questão Brasil - 09/04/2019