Do tamanho do Goiás: Fred admite briga contra o rebaixamento no Fluminense, mas vê o grupo no caminho certo

Capitão admite situação delicada da equipe nas últimas semanas, mas vê evolução na equipe e acredita que a equipe pode se recuperar nos próximos jogos.

Se no final do primeiro turno o Fluminense brigava pelo G-4 e ainda sonhava com o título, a situação pouco mais de um mês depois é completamente diferente. A equipe estacionou nos 34 pontos (somou apenas um no segundo turno em oito rodadas) e agora já enxerga a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro com atenção. E o atacante Fred admitiu, nesta quinta-feira, que a briga do clube neste momento é para fugir da degola.

"Nesse momento sim, estamos a três pontos da zona, não vou ser hipócrita de dizer que não. Vivemos uma realidade diferente, onde buscamos a liderança do campeonato, boa parte do campeonato ficamos dentro do G-4, mas hoje a nossa realidade é outra. O futebol tem muito dessas coisas, mas o mais importante é que encontramos o rumo. Antes estava bem difícil, mas agora, depois desse último jogo, já é um bom início para a gente continuar caminhando", afirmou o capitão em entrevista coletiva.

Na próxima rodada, no sábado, o Fluminense enfrenta o Goiás, que tem 31 pontos e pode igualar a pontuação do time carioca em caso de vitória. E na visão do atacante tricolor, o jogo pode ser tratado como uma decisão, já que, se voltar a vencer, a equipe ganha uma folga importante na tabela da competição.

"Vai ser uma decisão, não só pela situação desconfortável, mas pela situação do Goiás. Vai ser uma final, são duas equipes que querem avançar mais para deixar a outra para trás, por isso que nós vamos fazer de tudo desde hoje com o pensamento no Goiás. Neste campeonato de 38 rodadas, a oscilação é normal, mas oscilamos muito para o ruim e não temos mais gordura para queimar no campeonato. Mas pela qualidade do grupo e pelo trabalho que tem sido feito, queremos pedir o apoio dos torcedores", adicionou.
Fred admite briga contra o rebaixamento no Fluminense, mas vê o grupo no caminho certo - Goal.com

Comentários

Questão Brasil - 09/04/2019