Quase metade dos deputados admite legalizar maconha para uso medicinal

Em 14 de janeiro, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) decidiu retirar o canabidiol da lista de substâncias de uso proscrito. 

Na prática, o órgão do governo liberou a comercialização de medicamentos com a substância. Antes, a venda do produto era vetada.
G1 - Quase metade dos deputados admite legalizar maconha para uso medicinal - notícias em Política




Comentários

Questão Brasil - 09/04/2019