Petrobras adia divulgação de balanço por "novos fatos" e pode provocar uma corrida de investidores à Justica

A Petrobras divulgou apenas alguns indicadores operacionais e informações econômico-financeiras que acredita que não serão afetados por eventuais baixas contábeis (que possivelmente terão que ser feitas por conta dos resultados das investigações).

O endividamento líquido da empresa fechou o terceiro trimestre em R$ 261,45 bilhões, aumento de 35,5% em relação período do ano passado.

Da dívida total de R$ 331,7 bilhões, R$ 28,2 bilhões vencem no curto prazo.

Este foi o segundo adiamento da divulgação dos resultados, esperada inicialmente para o início de novembro, por conta da Lava Jato, que investiga um esquema de corrupção em obras envolvendo empreiteiras e pagamentos ilegais a políticos.

Escritórios de Advocacia americanos e Sindicatos no Brasil procuram proprietários de ações da Comapnhia que estejam se sentido lesados com a operação Lava jato para formalizar ações coletivas na Justiça contra a Petrobrás.
Petrobras adia divulgação de balanço por "novos fatos" - Terra Brasil



Comentários

Questão Brasil - 09/04/2019