Escolhas de Dilma excluem o PT e Lula vê frustrado desejo de ampliar o arco de alianças à esquerda

Desde que chegou ao Planalto, o PT sempre teve um percalço que o fez mudar de direção e seus planos de poder mudados pelas circunstâncias do momento.

Assim que assumiu Lula demonstrou que não seria tão radical com as questões que sempre combateu quando era oposição.

A ideia de Lula, que ele debatia com integrantes do PT, entre outros, era formar um arco de alianças à esquerda que tornasse o PT menos dependente de outros partidos, mas ai vieram a CPI dos Correios, Mensalão e agora Petrobras, que não permitem que o PT seja independente para governar.

Para o momento, com Lava Jato e tudo, o PT queria um segundo governo de Dilma Rousseff menos dependente do apoio do PMDB. Nada deu certo –e os peemedebistas inclusive ampliaram seu espaço no novo mandato da presidente, que começa em janeiro.

Mas como não há nada tão ruim que não possa piorar, o Governo Dilma não só esta dependente das vontades do PMDB, como esta tendo que abrir mais espaço para outros partidos, isso sem mencionar que o próprio PT esta sendo sacrificado para que Dilma mantenha a governabilidade.

Ai não vai terá outro jeito, senão Lula e o PT entrar em ação, afinal de contas o Governo ainda é do PT.  
Lula vê frustrado desejo de ampliar o arco de alianças à esquerda - 27/12/2014 - Mônica Bergamo - Colunistas - Folha de S.Paulo

Comentários

Questão Brasil - 09/04/2019