Encarcerados a 30 dias, Executivos de empreiteiras conhecem rotina de privações

Pessoas com acesso à carceragem contam que, nos últimos dias, o ânimo dos executivos mudou. Possivelmente, pela perspectiva, cada vez mais real, de passarem as festas de fim de ano na cadeia.

A vida em seis metros quadrados nada lembra a dos apartamentos luxuosos que os magnatas da construção estavam acostumados, os executivos ocupam uma das duas alas da carceragem, onde dividem três celas.

Na outra ala, estão o doleiro Alberto Youssef, um dos delatores do esquema, e o lobista Fernando Soares, conhecido como Fernando Baiano.

A divisão foi feita para evitar constrangimentos e atos de violência, tão previsíveis nestes casos.

Os banhos de sol ocorrem em momentos alternados, para que delatores e delatados não se encontrem.
Executivos de empreiteiras conhecem rotina de privações - Jornal O Globo

Comentários

Questão Brasil - 09/04/2019