Tite discorda da Fiel torcida e explica “crise” corintiana: pressão e ansiedade

Tite já alertava que o time não almeja mais brigar pelo titulo, e torcida detecta falta de vontade de atletas
A derrota para o Goiás por 2 a 1 neste domingo explicitou o momento conturbado no Corinthians: além de completar quatro jogos sem vencer no Campeonato Brasileiro e terminar a 21ª rodada a 16 pontos do líder Cruzeiro, o time recebeu vaias da torcida antes incondicional que foi ao Estádio do Pacaembu. Depois do jogo, Tite não concordou com os fãs, que protestavam contra a falta de vontade dos atletas em campo. Para o treinador, a fase negativa se deve a uma junção de pressão e ansiedade.

“Eu respeito o sentimento do torcedor”, limitou-se a dizer Tite no início da conferência de imprensa, logo na primeira pergunta que lhe foi endereçada. Minutos depois, mais eloquente, ele se permitiu alongar mais no assunto. “O que vou dizer sempre é que vontade não falta. Falta repetição de equipe”, acrescentou o técnico corintiano.
Leia mais: Tite discorda de torcida e explica “crise” corintiana: pressão e ansiedade - Terra Brasil

Comentários

Questão Brasil - 09/04/2019