Grécia tem 2º dia de greve geral @Reinaldo_Cruz #QuestãoBrasil @EmQuestao_PA @OrienteMedio_ @assuntodegoias @BUG_SPL


A Grécia segue parcialmente paralisada nesta quinta-feira, no segundo dia de greve geral no país. O protesto ocorre no mesmo dia em que parlamentares devem votar novas medidas de austeridade, para garantir que Atenas siga recebendo ajuda internacional. Há problemas no transporte público, com navios paralisados, escolas e postos alfandegários fechados, além de hospitais públicos em esquema de plantão. Todos os serviços públicos estavam parados, e entre as categorias de braços cruzados estavam advogados e guardas prisionais.
Os manifestantes se dirigiam à Praça Syntagma, na capital, nas proximidades do Parlamento. Um sindicato prometeu fazer um cinturão de pessoas no entorno do Parlamento, para impedir que os deputados cheguem ao prédio para o voto sobre cortes de gasto e o aumento dos impostos exigidos pelos credores internacionais gregos.
A lei obteve aprovação inicial na primeira votação na noite de quarta-feira. Os deputados devem agora votar temas como a suspensão com salários reduzidos de 30 mil funcionários públicos e a suspensão de garantias coletivas de algumas categorias.
Os credores do país exigem as medidas antes de entregar à Grécia uma nova parcela de 8 bilhões de euros, do pacote de 110 bilhões de euros do Fundo Monetário Internacional (FMI) e da União Europeia. Caso não receba o dinheiro, a Grécia ficará sem fundos em meados de novembro.
As medidas de austeridade são muito impopulares no país. Até deputados do governista Partido Socialista criticaram a medida, com vários deles indicando que poderiam votar contra alguns dos artigos mais polêmicos da lei. A divisão pode enfraquecer ainda mais a maioria estreita do primeiro-ministro George Papandreou no Parlamento. O governo controla 154 das 300 cadeiras do Legislativo.
Na quarta-feira, mais de 100 pessoas protestaram pelo país, com alguns incidentes violentos. Houve confrontos esporádicos entre manifestantes e policiais durante a noite. Segundo autoridades, 50 policiais e pelo menos três manifestantes se feriram nos confrontos. As informações são da Associated Press.

Comentários

Questão Brasil - 09/04/2019